sexta-feira, 1 de maio de 2020

POLÍCIA CIVIL DO MARANHÃO E PIAUÍ DEFLAGRAM OPERAÇÃO CARGA PESADA COM TREZE MANDADOS DE PRISÃO E DEZ MANDADOS DE BUSCA E APREENSÃO CUMPRIDOS

ASCOM PCMA 01-05-20
POLÍCIA CIVIL DO MARANHÃO E PIAUÍ DEFLAGRAM OPERAÇÃO CARGA PESADA COM TREZE MANDADOS DE PRISÃO E DEZ MANDADOS DE BUSCA E APREENSÃO CUMPRIDOS















A Polícia Civil do Estado do Maranhão, juntamente com a Polícia Civil do Piauí, deflagrou na manhã desta quarta-feira (29), a Operação Carga Pesada, com objetivo de desbaratar uma organização criminosa responsável por diversos roubos de carga e caminhões, no Estado do Maranhão e Piauí. Na operação, foram cumpridos treze mandados de prisão preventiva em desfavor dos membros da organização criminosa, além de dez mandados de busca e apreensão domiciliar.
Durante as investigações foi constatado que as lideranças da organização eram membros de uma mesma família (pais e filhos) que possui uma auto-reformadora de caminhões que funcionava no bairro Vila Irmã Dulce na cidade de Teresina/PI.
Segundo informações obtidas nas investigações, há indícios de que a referida organização seja responsável por diversos roubos de caminhões, bem como adulterações de caminhões realizadas pela organização criminosa cujos membros, ou pelo manos a maioria deles, foram presos hoje.


No andamento das investigações foram apreendidos vários caminhões, peças de veículos, bem como cargas de origem ilícitas. Restou demonstrado que, concomitantemente às adulterações realizadas nos veículos, a organização repassava as cargas subtraídas para receptadores que também foram presos na operação.
De acordo com o delegado regional de Timon, se essa não é a maior, é certamente umas das maiores quadrilhas de roubo a carga do Nordeste que atua há mais de 20 anos no mundo do crime. Agem no Norte, Nordeste e Centro-Oeste.
As prisões desta operação são decorrentes de investigações da Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI), Superintendente Estadual de Investigação Criminal (SEIC) e Polícia Civil do Piauí.

0 comentários :

Postar um comentário