quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

BOMBA !Ex-prefeito de Açailândia Jeová Alves; pretende ser candidato mesmo condenado pela Justiça Federal...

Ex-Prefeito de Açailândia Jeová Alves (PSL)
O Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA) conseguiu na Justiça Federal a condenação do ex-prefeito de Açailândia, Jeová Alves de Sousa, por improbidade administrativa cometida com recursos do Sistema Único de Saúde (SUS).
O ex-prefeito exerceu a gestão no município de 15 a 23 de janeiro de 2003, dando prosseguimento de 5 de novembro de 2003 a 31 de dezembro de 2004. Durante o mandato, Jeová Alves de Sousa desviou recursos oriundos do Fundo de Ações Estratégicas e Compensação (Faec), Programa Saúde da Família (PSF), Piso de Atenção Básica (PAB), Teto Financeiro de Epidemiologia e Controle de Doenças (TFECD), Fundo Municipal de Saúde (FMS) e da Farmácia Básica.
Segundo relatório de auditoria realizado na Secretaria Municipal de Saúde (SMS), de Açailândia, pelo Ministério da Saúde, Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa (SGEP) e o Departamento Nacional de Auditoria do SUS (Denasus), as irregularidades cometidas incluíam o pagamento de ajuda de custo a servidores de campo sem ato legal, o uso de mais de um milhão de reais na confecção de material gráfico e inobservância em procedimentos licitatórios.
Pela sentença, além de ressarcir com juros e correção monetária os danos causados ao erário, no valor de R$2.829.456,16, e pagar multa civil de 20% deste valor, Jeová Alves de Sousa teve suspenso por cinco anos os seus direitos políticos.

PALAVRAS DO EX-PREFEITO JEOVÁ ALVES:
“Tenho sim duas situações na justiça que ainda aguarda uma decisão final, mas que já estão sendo resolvidas, já apresentei as contra razões (defesa em tempo hábil) e tudo vai se resolver. Sou pré-candidato a deputado federal”.

Agora resta saber se a justiça irá dar um parecer favorável ao ex-prefeito Jeová Alves (PSL), se isso não acontecer Jeová Alves poderá ter um grande desgaste físico e psicológico, já que o pré-candidato ainda tenta sobreviver no mundo da política.

Fonte: Neto Ferreira/Postado por: Blog do Negão

0 comentários :

Postar um comentário