quinta-feira, 27 de junho de 2013

Moradores da Raposa interditam MA-203 em protesto

Moradores do município de Raposa bloquearam a MA-203, na entrada da Vila Boa Esperança, em protesto por mais infraestrutura, saúde e segurança na área. Desde as 5h da manhã desta quinta-feira (27), eles ocupavam a estrada, que liga os quatro municípios da região metropolitana de São luís. Galhos e pedaços de pau foram queimados e nenhum veículo passava pelo local. A liberação da via só ocorreu por volta das 11h30.
Uma comissão do protesto foi à Prefeitura e acordou algumas das principais reivindicações. O município prometeu reativar o posto de saúde da área e disponibilizar uma ambulância até o dia 15.
"Não é só a nossa área que está esquecida, é a Raposa em si. Ninguém faz nada", disse uma das manifestantes, que se identificou como Rosa.
Os manifestantes disseram que, caso os acordos não sejam cumpridos, irão fazer um novo protesto.
Cerca de 100 pessoas protestam por melhorias na Raposa (MA) (Foto: Jacelena Dourado/Imirante)Cerca de 100 pessoas protestam por melhorias na Raposa (MA) (Foto: Jacelena Dourado/Imirante)
Protestos no Maranhão
Os protestos por melhorias nos serviços públicos que se espalharam pelo país este mês eclodiram no Maranhão na semana passada, no dia 18 de junho, quando trabalhadores rurais bloquearam a Rotatória do São Cristóvão, em São Luís (MA), atingindo o trânsito das principais avenidas da cidade.
Logo após caminhada, manifestantes se concentraram em frente à sede do Governo do Estado (Foto: Divulgação/Natália Macedo)Manifestantes na frente do Palácio dos Leões, no
primeiro grande protesto do mês, em 19 de junho
(Foto: Divulgação/Natália Macedo)
No dia 19 de junho, a primeira manifestação aconteceu na capital, quando milhares se reuniram na Praça Deodoro e saíram em protesto pelas ruas do Centro de São Luís. De lá para cá, outros grandes manifestações aconteceram na cidade. No sábado (22), manifestantes fizeram passeata da Praça Maria Aragão até a Ponte do São Francisco. Na manhã de segunda (24), a Av. dos Portugueses, a BR-135 e a Rotatória do Anel Viário foram bloqueadas e houve protesto em frente à Assembleia Legislativa do Maranhão (AL-MA) à noite. Na terça (25), a população foi às ruas na Cohab, um dos mais populosos bairros da capital e, na quarta-feira (26), houve manifestação novamente em frente à sede da AL-MA.
Ainda, um grupo de indígenas também ocupou a sede da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) em protesto. Manifestações foram registradas também no interior do Maranhão, nas cidades de São José de Ribamar, Raposa, Imperatriz, Santa Inês, Bacabal, Codó, Caxias e Bacabeira.

0 comentários :

Postar um comentário